Como descobri que meu namorado me traía depois de ter conhecido uma cartomante que me mostrou toda a verdade através do tarot mais revelador do mundo, o Tarot de Crowley.

Por Vanessa de Oliveira 
Expert em Conquista, Empresária e Esotérica

ALERTA!

Se você é uma pessoa cética, se não acredita no esoterismo, se não acredita na física quântica, nem em energia, ou se para você é impossível obter respostas pelo Tarot... te digo que depois de você conhecer essa história, 100% real, sua concepção sobre tudo isso definitivamente irá mudar.

Simplesmente não leia as próximas linhas, se você quer se manter longe do conhecimento sobre as verdades ocultas e sobre como descobrir o que os outros pensam, sentem e planejam.

Agora, se você está aqui comigo e continua lendo, só posso pensar em duas hipóteses:

A primeira - e menos provável - é que você é uma daquelas pessoas céticas que sempre tenta encontrar uma resposta “lógica” para invalidar o que não pode ser explicado meramente pelo racional convencional. E se este for seu caso, o que te digo é que aquilo que vou te contar, além de fazer muito sentido, a ciência também explica - e provarei aqui mesmo para você - que o Tarot de Crowley funciona sim para descobrirmos o que houve no passado, o que há no presente e o que se apresentará no futuro.

E a segunda
 - e mais provável hipótese - é que você sabe que há muitas verdades espalhadas no mundo sobre as ciências ocultas. E que aquilo que atravessou os séculos e esteve presente em várias culturas, em épocas diferentes, mesmo quando não havia comunicação entre os povos, trás uma sabedoria poderosa que se mantém viva porque se sustenta.

O fato é que aquilo que é verdadeiro se repete através dos séculos e atravessa gerações sem deformidade da informação, e o tarot é uma delas.

E eu vou te contar o que aconteceu comigo e você poderá tirar as suas próprias conclusões sobre a veracidade e capacidade de revelação do tarot, não somente sobre a nossa vida, mas daqueles que nos cercam ou que tem alguma ligação conosco, seja amorosa, profissional, de amizade ou familiar.
 
Quero que você saiba que, pela primeira vez, vou revelar o segredo por trás de muitas decisões da minha vida pessoal e que, assertivamente, foram tomadas baseadas neste importante instrumento adivinhatório, chamado Tarot de Crowley, que uso para antever aquilo que vai me acontecer, tanto quanto para descobrir as intenções dos que estão a minha volta, sendo alertada quando estou em perigo.

É como se eu tivesse 1.000 olhos olhando por mim e as pessoas não conseguissem me enganar ou, sequer, esconder sentimentos em relação a mim.

Também consigo descobrir quando um homem está apaixonado, se apenas quer sexo ou quando está confuso… É possível também saber se ele está saindo com mais alguém, se está sendo falso ou não. Consigo saber o que ele quer e, mais, quais os caminhos que se apresentam para o futuro da relação.

A grande vantagem de usar o Tarot de Crowley é que eu posso jogar ele para mim mesmo, seja para saber onde investir, qual é a melhor parceria para minha empresa e o que fazer quando algum problema surge.

E eu falo sério, muito sério! Meu tarot está na minha mala até quando viajo e se você já me conhece e acompanha meu trabalho, já percebeu que tenho um lado bruxa e que estou rodeada de outras tantas como eu… é que os afins se atraem e um dia fui atraída para este conhecimento, da mesma forma como você também está sendo neste momento.

E se você é uma pessoa incrédula e está aqui, comigo, apenas por curiosidade e para ler aonde tudo isso vai parar, o que eu te digo é que te entendo... porque eu mesma não acreditava no tarot há alguns anos e assim teria sido para sempre, se algo muito impressionante e extra sensorial não tivesse acontecido na minha vida…

E tudo começou quando eu estava andando de carro, na maior crise existencial e amorosa da minha vida... Eu dirigia e chorava muito, estava chovendo e havia mais de 2hs que eu rodava de carro pela cidade sem destino algum, exatamente assim: apenas pensando, chorando e dirigindo. Até que, do nada eu decidi parar o carro, o porque eu não sei (não sabia até então, essa é a verdade) e acabei estacionando no que, para mim, era apenas uma vaga qualquer em uma rua movimentada da minha cidade (eu moro em Balneário Camboriú/SC).

Quando parei o carro, ainda sentada, olhei para a calçada e vi uma loja esotérica chamada Templo das Deusas, havia um cartaz no vidro da loja que dizia: “Respostas para a sua vida através do Tarot” e, como um impulso de salvação, em meio a tantas lágrimas, o que eu fiz foi sair do carro, entrar na loja e dizer:

- Eu preciso de respostas.

A dona da loja - que viria a se tornar uma grande amiga minha - me disse para esperar que ela chamaria a taróloga e que eu poderia tomar um dos chás dela para me acalmar, disse isso apontando para uma térmica no balcão...

E foi o que eu fiz, me servi de uma xícara grande enquanto ainda continuava chorando.


A taróloga então entrou e, ao me ver em lágrimas, virou e disse:

- Hoje é Samhaim e você vai morrer e renascer. Derrube suas lágrimas agora porque amanhã não mais.

Achei sem sentido e perguntei a ela o que era Samhaim e ela respondeu dizendo que era um dia sabático em que se comemorava o início das transformações... o dia de um importante Sabbat Celta, em que as pessoas deixavam aquilo que não servia mais, para trás, e se preparavam para uma nova fase.

Então ela me chamou para entrar no recinto onde ela colocava as cartas - ou lia o tarot, como ela preferia falar. As paredes eram lilás... havia uma pequena mesa redonda com uma toalha branca e, sobre ela, um copo de água, alguns cristais, uma vela acesa e um incenso queimando.

Ela disse para eu me sentar na cadeira em frente e perguntou meu nome, eu respondi secando as últimas lágrimas:

- É Vanessa... e qual o seu?
- Cristina Piffer.

Ela pediu para eu fechar meus olhos e me concentrar no que eu mais queria de respostas para a vida e um sentimento de certeza, de que eu seria respondida, me invadiu.

Fechei os olhos e disse que precisava saber porquê meu relacionamento estava da forma como estava e porque tudo havia mudado tão repentinamente, eu não o reconhecia mais e estava sendo tratada de forma tão fria, como se eu não tivesse mais tanta importância para ele.

Então abri os olhos e vi que ela embaralhava cartas e que as colocou sobre a mesa, pedindo que eu cortasse em 3 montes. Eu as separei, assim como ela disse para fazer, e percebi que um dos montes saiu bem menor, mas ela disse que não havia problema.

Logo depois ela juntou os montes novamente, e espalhou as cartas lado a lado com muita agilidade e de forma perfeitamente regular. Então me disse que, há pelo menos 35 anos, fazia aquilo praticamente todos os dias... Ela pediu que eu escolhesse 10 cartas, seguindo a minha intuição e que entregasse as cartas, a ela, sem virar, que posicionou sobre a mesa, formando uma cruz e, ao lado, colocou um caminho de quatro cartas.

Ela foi virando cada uma das cartas para dar início a interpretação e, para a minha enorme surpresa, o que eu via não eram simples cartas, eram obras de arte impressas em forma de cartas. Eu fiquei impressionada com as cores, com os desenhos e a riqueza de detalhes. Falei à Cristina que eu nunca havia visto nada igual e eis que ela me respondeu:

- Esse Tarot é especial Vanessa, ele é o Tarot de Aleister Crowley, o maior mago que já tivemos no último século. Cada uma destas cartas é uma tela pintada a óleo, onde ele e uma aluna estudaram cada um dos desenhos que mistura cabala, astrologia, numerologia e tarologia. Este é o tarot mais revelador do mundo, porque ele traz informações com precisão. Ele é completo, complexo, permite riqueza de detalhes na leitura e é o único tarot no mundo que contém 72 cartas. Aqueles que o criaram eram visionários, porque há 100 anos atrás não se faziam desenhos como estes e, se você olhar bem, é como se essas pinturas fossem atuais.

Achei impressionante tudo aquilo. Então ela olhou por um momento, em silêncio, para as cartas e me disse:

- Você está em um relacionamento bem conturbado, ele é um homem que está bastante confuso e está saindo com outras mulheres, na verdade ele sai com jovens de pouca idade - Naquele momento senti uma raiva inexplicável, meu corpo começava a formigar e era como se fosse uma verdade, no entanto eu pensava que não deveria sentir aquilo sem provas.

Ela continuou olhando para as cartas e sem olhar em nenhum momento para mim, me disse:

- Mas o que eu tenho para te dizer é que o seu problema não é mulher, seu problema é um homem em específico. Provavelmente um amigo muito perto dele e te digo mais, esse amigo é gay, manipulador e apaixonado por ele...

QUERO SABER SOBRE AS REVELAÇÕES DO TAROT